Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

ame arquitetura | November 15, 2019

Scroll to top

Top

One Comment

Análise de estilo: Roberto Migotto

Análise de estilo: Roberto Migotto
amearquitetura

Roberto Migotto, com 30 anos de carreira, comanda um escritório com mais de 50 profissionais e é um dos arquitetos mais lembrados quando falamos em Mostras de Arquitetura. Ja participou de dezenas delas, com seu estilo contemporâneo com toques clássicos, a circulação farta nos ambientes, cartela de cores bem definida em seus projetos e a integração, sempre presente. Em 2013 participou de três mostras de arquitetura e decoração brasileiras: Mostra Black (em SP), Casa Cor São Paulo e Casa Cor Rio, deixando sua marca sem termos que ler a plaquinha com nomes e fornecedores. Você entra no ambiente e já reconhece: esse é Migotto!!

 

Mostra Black

 

Neste ambiente tipicamente urbano, com a vista da paisagem construída de São Paulo, Migotto apostou em cores sóbrias puxando para o escuro, destacadas através dos tons magenta. A disposição da sala permite um fluxo grande de pessoas, tudo muito fluido.Com iluminação pontual, principalmente em quadros e móveis, todo o resto do espaço entra em uma penumbra acentuada pelas cores mais escuras.

Neste ambiente tipicamente urbano, com a vista da paisagem construída de São Paulo, Migotto apostou em cores sóbrias puxando para o escuro, destacadas através dos tons magenta. A disposição da sala permite um fluxo grande de pessoas, tudo muito fluido.Com iluminação pontual, principalmente em quadros e móveis, todo o resto do espaço entra em uma penumbra acentuada pelas cores mais escuras.

 

A tela de Oscar Oiwa, com 6.60m de comprimento se torna um painel iluminado com iluminação indireta. Ao fundo, a estante-bar espelhada reflete a luz ambar e se destaca no ambiente integrado da sala de jantar e estar. Com móveis mesclando entre o clássico e as linhas retas contemporâneas deixam o espaço chique na medida certa.

A tela de Oscar Oiwa, com 6.60m de comprimento se torna um painel iluminado com iluminação indireta. Ao fundo, a estante-bar espelhada reflete a luz ambar e se destaca no ambiente integrado da sala de jantar e estar. Com móveis mesclando entre o clássico e as linhas retas contemporâneas deixam o espaço chique na medida certa.

 

A estante ao fundo se destaca por ser uma fonte de luz, contrastando com as cores base da decoração: o cinza se faz presente no piso (marcenaria Maj Moren) e nos papéis de parede (Celina Dias e Orlean), os tons de rosa a magenta quebram a austeridade do ambiente.

Ao fundo, a estante-bar espelhada reflete a luz ambar e se destaca no ambiente integrado da sala de jantar e estar. Por ser uma fonte de luz, contrastata com as cores base da decoração: o cinza se faz presente no piso (marcenaria Maj Moren) e nos papéis de parede (Celina Dias e Orlean), os tons de rosa a magenta quebram a austeridade do ambiente.

 

Casa Cor SP

 

Na varanda, toda a marcenaria, presentes nas esquadrias, perolados, caibros e colunas foi pintada em azul klein, o deck em madeira lixada, paisagismo, móveis confortáveis e "tocos" de árvore foram organizados de forma leve ao longo da varanda. Um imenso espelho redondo, sobre aparador revelam uma assinatura d arquiteto, que já usou este artificio em outras mostras.

Na varanda, toda a marcenaria, presentes nas esquadrias, perolados, caibros e colunas foi pintada em azul klein, o deck em madeira lixada, paisagismo, móveis confortáveis e “tocos” de árvore foram organizados de forma leve ao longo da varanda. Um imenso espelho redondo, sobre aparador revelam uma assinatura d arquiteto, que já usou este artificio em outras mostras. O deck em madeira Teka se sobressai ao azul dos grandes cachepots em cerâmica.

 

Convidado a projetar uma casa de praia no Casa Cor de São Paulo, Migotto deixou a imaginação fluir. Com o azul klein como inspiração e link entre todos os ambientes, o arquiteto abusou da versatilidade: piso em cimento queimado, uso da madeira lixada, móveis de linhas retas e paredes ganhando destaque.

Convidado a projetar uma casa de praia no Casa Cor de São Paulo, Migotto deixou a imaginação fluir. Com o azul klein como inspiração e link entre todos os ambientes, o arquiteto abusou da versatilidade: piso em azul, uso da madeira lixada, móveis de linhas retas e paredes ganhando destaque com gravuras de René Gruau. A simetria que as paredes listradas em preto e branco se torna ainda mais aparente pelos pedestais modernistas em amarelo. Esse recurso fez com que o uso do azul ficasse chic e contemporaneo.

 

Com o recurso de "subir"  o revestimento do piso à parede e teto delimita a sala de jantar. A mesa com cadeiras claras e o pendente com vários braços iluminam o ambiente.

Com a ideia de “subir” o revestimento do piso à parede e teto delimita a sala de jantar. A mesa com cadeiras claras e o pendente com vários braços iluminam o ambiente.

 

 

O piso em azul klein chega até a cozinha, onde o branco prevalece nas paredes. A ilha com bancada em corian azul deixa os utensílios a mostra, mais fáceis de encontrar em uma casa de praia.

O piso em azul klein chega até a cozinha, onde o branco prevalece nas paredes. A ilha com bancada em corian azul deixa os utensílios a mostra, mais fáceis de encontrar em uma casa de praia. As formas geométricas em preto e branco se fazem presente através do painel iluminado nos armários, com moldura em azul. Detalhes em inox dão sofisticação à cozinha.

 

Esse quarto fez muito sucesso, pelo uso do papel de parede degradê da Designer´s Guild criou um efeito "fundo do mar", acentuado pela iluminação no topo das paredes. O ladrilho que reveste o piso e segue para a sala de banho proporciona um efeito vintage ao ambiente, harmonizando com os móveis modernistas e a cama sem cabeceira.

Esse quarto fez muito sucesso, pelo uso do papel de parede degradê da Designer´s Guild criou um efeito “fundo do mar”, acentuado pela iluminação no topo das paredes. O ladrilho que reveste o piso proporciona um efeito vintage ao ambiente, harmonizando com os móveis modernistas com tecidos navy e a cama com cabeceira e criados mudo em acrílico. Ao fundo a sala de banho chama atenção.

 

A sala de banho é um grande chamativo neste projeto, onde Migotto reproduziu o recurso usado na sala de jantar, mas com ladrilhos geométricos, criando um fundo para a banheira. O fechamento em vidro deu leveza ao ambiente, com todo o seu entorno, tanto piso como paredes e bancadas/armários em branco.

A sala de banho é um grande chamativo neste projeto, onde Migotto reproduziu o recurso usado na sala de jantar, mas com ladrilhos geométricos, criando um fundo para a banheira. O fechamento em vidro deu leveza ao ambiente, com todo o seu entorno, tanto piso como paredes e bancadas/armários em branco.

 

Casa Cor Rio

 

O desafio do arquiteto no Casa Cor Rio foi projetar um apartamento de temporada, típico para paulistas que passam o final de semana no Rio de Janeiro. E disso Migotto entende, já que tem sido muito comum pedidos com este para seu escritório. Como em todo projeto seu, onde uma cor é escolhida para pontuar todos os ambientes, neste caso foi escolhido o acqua, misturando algumas variações entre o verde água, o bege, o cinza claro até chegar ao branco.

O desafio do arquiteto no Casa Cor Rio foi projetar um apartamento de temporada, típico para paulistas que passam o final de semana no Rio de Janeiro. E disso Migotto entende, já que tem sido muito comum pedidos com este para seu escritório. Como em todo projeto seu, onde uma cor é escolhida para pontuar todos os ambientes, neste caso foi escolhido o acqua, misturando algumas variações entre o verde água, o bege, o cinza claro até chegar ao branco. O biombo da foto foi desenhado pelo arquiteto e forrado com papel de parede da Orlean.

 

Móveis contemporâneos da Erea (de São Paulo) se misturam no ambiente clean, o verde aparece em acessórios e paisagismo. A iluminação é discreta, acentuada pelo uso de abajoures.

Móveis contemporâneos da Erea (de São Paulo) se misturam no ambiente clean, o verde aparece em acessórios e paisagismo. A iluminação é discreta, acentuada pelo uso de abajoures. O efeito da parede em um tom uniforme de cinza com o quadro, das mesmas cores mas com profundidade sobressai no ambiente.

 

A sala de jantar mais escura é refletida por um grande espelho que emoldura um estenso aparador preto com duas cadeiras anos 50 em rosa claro. O lustre, também remete a 1950, em casacatas. Móveis brancos e contemporaneos completam o ambiente.

A sala de jantar mais escura é refletida por um grande espelho que emoldura um estenso aparador preto com duas cadeiras anos 50 em rosa claro. O lustre, também remete a 1950, em casacatas. Móveis brancos e contemporaneos completam o ambiente.

 

 

Na varanda, poltronas Sérgio Rodrigues e móveis dos anos 50 combinam perfeitamente. A estante-painel iluminado destaca os móveis brancos.

Na varanda, poltronas Sérgio Rodrigues e móveis dos anos 50 combinam perfeitamente. A estante-painel iluminado destaca os móveis brancos.

 

  O arquiteto Roberto Migotto é paulista, com 30 anos de carreira. Seu escritório tem mais de 50 profissionais. Telefone: (11) 2344-4490 Endereço: R. Bastos Pereira, 54 • Vila Nova Conceição 04507-010 •  São Paulo, SP

O arquiteto Roberto Migotto é paulista, com 30 anos de carreira. Seu escritório tem mais de 50 profissionais sob seu comando.

 

 

 Por Aline Araujo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Comments

  1. Vinicius disse:Tentaram convidar Jobs para claocor uma applestore no pier maua e n o conseguiram por causa dos impostos sob produtos. Jobs avisou que imposs vel trabalhar assim. Ai agora inventam um museu com a mesma “cara” das applestores! N o estou reclamando do museu, muito bom inclusive, mas n o pude deixar passar essa semelhan a! ahuhuAhuAaAbs

Submit a Comment

Or